Evolução dos dispositivos de armazenamento de dados

11/07/2019 08:35

Há muito tempo, até mesmo antes da era digital as pessoas tentam encontrar formas de guardar dados, informações, memórias e com o avanço da tecnologia foram surgindo dispositivos de armazenamento de dados com diversos tamanhos e capacidades de armazenamento.

No entanto, houve muitas mudanças ao longo dos anos até chegarmos nos dispositivos disponíveis no mercado hoje em dia. Acompanhe a evolução destes dispositivos e dependendo do ano em que nasceu relembre alguns dispositivos que fizeram muito sucesso, mas hoje ficaram somente nas nossas memórias.

 

Fita Cassete

Somente viveu entre os anos 60’s e 80’s vivenciou esta tecnologia. As Fitas Cassetes foram oficialmente lançadas em 1963 pela Phillips e revolucionaram os padrões de captura de áudio devido principalmente ao seu tamanho compacto (10cm X 7cm).

Suas fitas magnéticas internas eram capazes de armazenar até 60 minutos de áudio e posteriormente, no final da década de 70 com o lançamento de um reprodutor de fitas portátil feito pela Sony, as fitas cassetes e o Walkman formaram a combinação perfeita para os amantes de música na época.

 

Disquete

Os extintos disquetes foram lançados na década de 60, porém só começaram a ser comercializados 1971. As primeiras versões tinham oito polegadas (cerca de 20,3 cm) e apenas 80 Kb de armazenamento disponível. Depois, surgiu o modelo de 5,25 polegadas (aproximadamente 13,3 cm) e, em meados dos anos 1990, se popularizou o formato de 3,5 polegadas (o menor entre as demais versões com 8,8 cm) e capacidade de armazenamento de até 1,44 Mb.

Este dispositivo foi muito utilizado, mas foi extinto pois sua tecnologia não possibilitava um maior armazenamento e, se comparado com as tecnologias atuais o disquete possuía uma capacidade máxima de armazenamento 22.222X menor que a de um pen drive de 32Gb, por exemplo.

  

CD (Compact Disc)

O CD foi a tecnologia que sucedeu e o tornou os disquetes obsoletos, além de possuir maior capacidade de armazenamento, até 700 Mb de memória, possuía um processamento de dados mais veloz.

Ao longo dos anos foram surgindo novas variantes, como por exemplo, o CD que armazenava somente áudios e dados (CD-R), CDs regraváveis (CD-RW), o Video Compact Disc (VCD), entre outros.

Apesar do lançamento de novos meios de armazenamento de dados, o CD é até hoje o meio mais popular de armazenamento de músicas, e comercializado até os dias atuais. No entanto a venda de música em formato digital e serviços de streaming fez com que a venda de CDs caísse.

 

DVD

Depois dos CDs, surgiram também os DVDs. Os discos são um formato digital criado para armazenar arquivos diversos, como música e vídeos, e possuem capacidade de armazenamento maior do que a dos CDs, devido a uma tecnologia óptica superior. Eles foram anunciados em 1995, terminaram de ser produzidos no fim de 1996. Esta é uma tecnologia até que recente, mas que rapidamente foi substituída.

Até hoje filmes, séries e desenhos são disponibilizados no formato de DVD, porém em 2000 foi lançada a tecnologia Blu-ray, que é o rei dos discos atualmente.

 

SD Card (Secure Digital Card) ou Cartão de Memória

Estes são dispositivos com memória flash, largamente utilizados em videogames, máquinas fotográficas, smartphones entre outros.

O Primeiro cartão de memória surgiu em 1999 através de um trabalho conjunto da SanDisk, Panasonic e Toshiba.

Desde então foram sendo criados novos cartões de memória com dimensões e capacidades diferentes, nomeadamente MiniSD e MicroSD.

Os cartões de memória MicroSD são muito utilizados em smartphones, devido à sua reduzida dimensão e elevada capacidade de armazenamento.

Atualmente o SD Card é utilizado por muitas pessoas, mesmo com seu tamanho reduzido ele possibilita a expansão de muitos dispositivos com memória limitada.

 

Pen drive

Também conhecido Memória USB e Flash drive, apareceu no mercado em 2000 e revolucionou a forma de transporte de dados por serem compactos e permitir a ligação ao computador através de portas USB (Universal Serial Bus).

A sua capacidade varia de 8 MB a 1 TB e é uma das formas mais populares de transporte de dados da atualidade.

 

HD Externo

É um dispositivo de armazenamento independente que utiliza uma porta USB para se ligar ao computador. A sua capacidade de armazenamento pode chegar até 8 TB (Terabytes).

O HD externo surgiu devido à crescente necessidade de espaço de armazenamento que é limitada nos dispositivos eletrônico, principalmente computadores. O seu tamanho possibilita o transporte de um grande volume de dados de uma forma rápida, simples e segura.

Sem contar que é como levar seu computador para qualquer lugar e acessar seus documentos, fotos, vídeos em qualquer outro dispositivo.

 

Eai, gostou do nosso post?

 

A tecnologia está avançando cada vez mais e, é impossível prever até onde irá chegar, não é mesmo?

Mas que tal deixar seu palpite aqui nos comentários? Qual será a próxima novidade no mercado tecnológico? Consegue imaginar?

E não se esqueça, alguns dos produtos citados acima você encontra no nosso site, basta acessar o www.tebel.com.br e conferir!

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: